quinta-feira, 2 de outubro de 2014

METADE DOS ELEITORES MAL CONHECE OS CANDIDATOS



“Cerca da metade dos eleitores do Ceará conhece apenas de ouvir falar ou nem mesmo conhece os dois candidatos que lideram de forma disparada a eleição estadual, dentre os quais muito provavelmente sairá o próximo governador, pelo que apontam as pesquisas.

O Datafolha indagou se os eleitores conhecem os candidatos. Responderam conhecer muito bem Eunício Oliveira (PMDB) 23%, enquanto 13% disseram o mesmo em relação a Camilo Santana (PT). Entre os que disseram conhecer “um pouco” os concorrentes, mais equilíbrio: 30% para o peemedebista e 28% para o petista.

O percentual mais significativo foi o dos que disseram conhecer os candidatos “só de ouvir falar”. Eunício foi assim mencionado por 38%, enquanto Camilo alcançou 43%. E, apesar da maciça propaganda nos últimos meses, há ainda 9% de eleitores que disseram desconhecer Eunício e 15% que não conhecem Camilo nem mesmo de ouvir falar.

Número

O desconhecimento dos números também é grande: 47% sabem o que devem digitar na urna eletrônica, mas, nas vésperas da votação, 53% não sabem o número ou citaram a opção errada. O percentual de conhecimento do número de Camilo é de 51%, contra 49% de Eunício.

Regiões

O Datafolha mostra profundo equilíbrio nas intenções de voto entre as várias regiões. Em Fortaleza e Região Metropolitana, Eunício tem 35% e Camilo, 33%. No Interior, Eunício tem 42% e Camilo, 39%.”

Com informações: O POVO


quarta-feira, 1 de outubro de 2014

CONFIRA AS ALTERNATIVAS PARA ENFRENTAR A GREVE NOS BANCOS



Sem acordo sobre reajuste de salários e reivindicações relacionadas a vantagens, bancários de todo o país entraram em greve nesta terça-feira. Apesar de o tamanho da adesão ser incerto, a paralisação faz com que clientes possam encontrar suas agências fechadas e precisem buscar meios alternativos para pagamentos e movimentações financeiras. Caixas eletrônicos, internet, telefone e correspondentes bancários são algumas das opções para os consumidores não serem afetados.

Os bancos são obrigados a manter serviços mínimos. Correntistas que encontrarem suas agências fechadas podem procurar outras unidades porque nem todas podem estar fechadas. Ou então recorrer aos correspondentes bancários para pagamentos de contas. A data do vencimento de contas continua valendo, mesmo com a paralisação.

As assembleias serviram para organizar a greve e rejeitar a proposta feita no sábado pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). A entidade ofereceu reajuste de 7,35%. Para o piso, de 8%. Os bancários querem aumento salarial de 12,5% e melhores condições de trabalho.

Conforme a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), apenas 10% das transações financeiras foram feitas ano passado em agências. Em 2009, o percentual era de 16%. Internet e aplicativos dos bancos por celular foram o meio para 47% das transações em 2013.

Opções em meio à greve

Agências

Ainda não se sabe quantas vão paralisar as atividades. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) recomenda o uso dos canais alternativos para a realização das transações financeiras, como caixas eletrônicos, internet banking, banco por telefone, correspondente e transferências eletrônicas de recursos via DOC ou TED.

Mobile banking

É preciso baixar o aplicativo da instituição no celular ou no tablet, a partir do site do banco ou de lojas virtuais. O serviço disponível varia conforme o banco e o relacionamento com o cliente, mas, em geral, permite pagar contas, consultar saldos, extratos e contas de investimentos e pagar títulos (boletos) via débito direto autorizado.

Por telefone

Os serviços de atendimento telefônico dos bancos não devem ser afetados pela paralisação. Pelo telefone, o cliente pode consultar saldo e fatura do cartão de crédito e pagar contas essenciais (água, luz, telefone e gás), imposto e taxas.

Saque nos caixas eletrônicos

Não há previsão de aumento do limite diário para saques por conta da paralisação. Os saques noturnos são limitados a R$ 300 nos caixas eletrônicos dentro das agências. O valor para retirada durante o dia varia por instituição financeira.

Internet banking

Pela internet, os clientes podem fazer consultas de saldo, extratos e investimentos, pagamentos de contas em geral, transferências de recursos (DOC e TED), solicitação de talão de cheques, pedido de empréstimos e recarga de celular.

Correspondentes

Estão espalhados por todo o país em supermercados, casas lotéricas e Correios. As casas lotéricas, por exemplo, funcionam durante o horário comercial.

Salários e benefícios

Caso a agência do cliente esteja fechada, pode se dirigir a casas lotéricas ou correspondentes como os Correios. O ideal é o correntista verificar no site do seu banco o endereço dos correspondentes credenciados, assim como os serviços habilitados. Nas casas lotéricas, por exemplo, é possível sacar dinheiro e benefícios, como o Bolsa Família, INSS, FGTS, seguro-desemprego e PIS.

Caixas eletrônicos

Dentro de agências, funcionam até as 22h. Em locais de grande circulação, como em lojas de conveniência, funcionam por 24 horas. Nos terminais automáticos, é possível fazer agendamento e pagamento de contas, saques, depósitos, retirada de folhas de cheque, consulta de saldo e extratos, transferências, retirada de benefícios (INSS, PIS, abono salarial, FGTS). Alguns também oferecem contratação de empréstimos pessoais, resgate de investimentos, bloqueio de cartão e solicitação de débito automático.

EM MARTINÓPOLE, POLÍCIA MILITAR PRENDE HOMEM ACUSADO DE ABUSAR SEXUALMENTE DE MENINA DE 13 ANOS.




Por volta das 06h30 da noite de segunda-feira (29), um carpinteiro conhecido como Sérgio foi detido pelos policiais militares do destacamento de Martinópole sob a acusação de estupro de vulnerável.

Segundo apuraram os pm's com a suposta vítima, uma menor de 13 anos, a mesma estava em sua casa acompanha do acusado, que é seu tio, quando ele tentou manter relações sexuais com ela, oferecendo R$ 20,00 para que a relação se consumasse.

Assustada, a adolescente contou todo o ocorrido para seu pai, que de imediato acionou a Polícia Militar.

Após se cientificarem do caso, os pm's passaram a diligenciar, chegando ao acusado de ter cometido o crime, o qual foi dado voz de prisão e em seguida foi conduzido a DPC de Uruoca, sendo flagrado com base no Art. 217-a do CPB, estupro de vulnerável.



Efetuaram a prisão: Cb Santiago, Sds R. Cruz e Aragão

Fonte: Camocim Polícia 24h

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

FALTA D'ÁGUA, EXIJA SEUS DIREITOS

O abastecimento de água é um serviço essencial e é direito do consumidor não pagar a fatura se o serviço não for prestado. Saiba aqui como proceder em casos de falta de água.
Falhas no fornecimento de água estão cada vez mais frequentes e cada vez mais longas neste verão, como têm ocorrido nos últimos meses em Martinópole. O Código de Defesa do Consumidor define os serviços de saneamento básico como é o caso da água como um bem essencial à vida humana, que deve ter fornecimento adequado e contínuo, além da garantia da efetiva reparação pelos danos causados pela falta do serviço.
Orientamos o consumidor a buscar seus direitos se ficar sem água por muitas horas e não conseguir tomar um banho, lavar a louça ou roupa, usar o banheiro, cozinhar, entre outros. Afinal, paga-se caro pelo fornecimento de água e quando é preciso reclamar o consumidor não consegue...
De acordo com o artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), ‘os órgãos públicos, por si ou suas empresas, concessionárias, permissionárias ou sob qualquer outra forma de empreendimento, são obrigados a fornecer serviços adequados, eficientes, seguros e, quanto aos essenciais (água, energia, etc), contínuos’.
Serviços públicos, como água, luz, energia... Não podem deixar de ser fornecidos. “O conceito de serviço público é de continuidade”, caso haja interrupção, o consumidor pode pedir abatimento na conta ou assinatura mensal – aquela tarifa fixa que é paga todo mês.
Se há a tarifa, deve haver o serviço. Essa é a lógica. O fornecimento deve ser contínuo e o reembolso pode ser requerido, quando ele for interrompido.

ABATIMENTO

Para cada serviço público, há uma agência reguladora, e cada agência possui uma resolução, que determina as punições para as concessionárias, em caso de interrupção do serviço. Se não houver especificação, fica valendo o Código de Defesa do Consumidor.
E o Código é claro: para serviços não prestados ou fornecidos com vícios, cabem ressarcimento e abatimento – o que pode ocorrer com os serviços públicos.
Para requerer o abatimento na conta, o consumidor deve ter anotado os dias em que ficou sem o serviço. Depois, deve contatar a empresa e protocolar o pedido de abatimento. Os percentuais de desconto e o prazo para atendimento do pedido dependem de cada regulamento da área.
Caso não haja, o Código entende que o cálculo é o proporcional. Basta subtrair o valor dos dias que você ficou sem o serviço do valor que você paga todo mês. O pedido pode ser feito pessoalmente. É necessário que o consumidor seja bem claro no pedido.

INDENIZAÇÃO

Ficar sem um serviço essencial já é complicado. O pior seria se, por conta da falta desse fornecimento, algo que provocaria um prejuízo maior ocorresse. E, muitas vezes, é o que acontece.
Não é difícil encontrar consumidores que gastam quando pede um caminhão-pipa para suprir a falta de água, em Martinópole, alguns pagam combustível dos próprios veículos ou uma pessoa para transportar água até suas residências.
Nessas situações, o consumidor pode requerer ressarcimento e, dependendo do caso, até indenização por danos morais. Esse custo deve ser ressarcido e não é difícil o consumidor provar, por exemplo, que pagou por outro serviço de abastecimento d´água, basta pedir um recibo de quem forneceu água. É por isso que é importante os consumidores tirarem foto do hidrômetro e anotarem o período que ficam sem os serviços. O consumidor deve protocolar pedido na empresa. Se ele não for atendido e o problema não for resolvido, ele deve encaminhar a reclamação a algum órgão de defesa do consumidor, aqui em Martinópole, procurar o Ministério Publico Estadual. Em casos de danos morais, o ressarcimento é via judicial.

INFORMAÇÕES

Em casos de interrupções por conta de algum reparo na rede de fornecimento do serviço, por exemplo, a empresa deve informar o consumidor previamente, com antecedência de 5 a 10 dias. E mesmo que a interrupção ocorra sem previsão, a concessionária deve manter o cidadão informado. “O consumidor deve ter a informação do que está ocorrendo e a previsão de solução”.
Em casos de dúvidas sobre prazos de atendimento dos pedidos e outras informações, os consumidores devem contatar as agências reguladoras. O importante é que os consumidores não podem ficar sem esses serviços. E as empresas devem buscar alternativas para sanar o problema.

Via Blog Martinópole Livre


domingo, 28 de setembro de 2014

OS ÂNIMOS ESQUENTAM EM MARTINÓPOLE

Neste sábado (27), as vésperas de um comício organizado pelo comitê dos candidatos a reeleição Deputado Estadual Sérgio Aguiar e Deputado Federal Danilo Forte, alguns fatos chamaram atenção da população Martinopolense.
O palco do comício teve que ser mudado de lugar duas vezes antes de iniciar o evento, nossa produção tentou entrar em contato com a coordenação do comitê local para saber os motivos, mas o telefone encontrava-se desligado ou fora de área.
No início da noite a Polícia Militar apreendeu 5 motos de pessoas que participariam do comício, tal situação gerou discussão entre policias e populares, uma multidão se concentrou a frente do prédio do destacamento da Polícia Militar, populares cercaram os policiais que estavam numa viatura e pediram a liberação dos bens.

Os proprietários das motos alegaram abuso de autoridade, truculência e perseguição com características de politicagem por parte dos policias. Após alguns minutos e com a chegada de dois policiais do destacamento acompanhados do prefeito James, as motos foram liberadas.
Quando todos achavam que tudo estava bem, faltou energia na cidade inteira, mesmo no escuro, uma multidão se concentrou no local do comício.
Para os organizadores do evento, tudo indica que a falta de energia foi sabotagem dos adversários políticos.