quarta-feira, 23 de abril de 2014

ABERTA SELEÇÃO PARA MEMBROS DO PARLAMENTO JUVENIL MERCOSUL

Estão abertas as inscrições em escolas públicas de ensino médio, para a terceira seleção para o Parlamento Juvenil Mercosul biênio 2014-16. Os interessados em participar devem procurar informações com seus professores. Podem concorrer a 27 vagas para representar o Brasil no Parlamento Juvenil do Mercosul, estudantes do ensino médio público, com idade entre 14 e 17 anos.

Nas escolas estaduais, os estudantes escolhem seus representantes locais. As secretarias de educação organizam a seleção de três estudantes de cada estado e do Distrito Federal. Na etapa nacional, prevista para início de junho, em Vitória/ES, os jovens elegerão entre si um representante de cada unidade federativa. O primeiro encontro deste biênio deve acontecer na segunda quinzena deste ano, em Buenos Aires, Argentina.

As secretarias estaduais de Educação têm prazo até 15 de maio para enviar três nomes de candidatos para a Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação. A SEB orientou que as candidaturas e debates devam ocorrer com o número máximo de alunos em encontros de no mínimo quatro horas de duração.

Parlamento Juvenil Mercosul

É formado por estudantes do ensino médio dos países que integram o bloco: Argentina, Brasil, Colômbia, Paraguai, Uruguai, Venezuela, além de Bolívia e Colômbia, países associados. O foco é a formação política e cidadã da juventude.


Assessoria de Comunicação Social

TASSO ABRE PORTAS PARA ACEITAR CANDIDATURA AO SENADO

“Se for imprescindível a minha candidatura, a gente volta a conversar”. Foi assim que se expressou o ex-senador Tasso Jereissati ao responder durante o encontro dos dirigentes estaduais do PSDB em Brasília, aos apelos do presidenciável Aécio Neves, sobre a sua candidatura ao senado.

Tasso abriu as portas com essas palavras para aceitar o convite e disputar o Senado nas eleições deste ano. Os últimos 15 dias têm sido marcados pelas especulações e boatos indicando que o ex-governador cearense já havia dado resposta positiva ao comando nacional do PSDB sobre uma candidatura a senador.

Pela historia de credibilidade, com transformação dos rumos da economia do Ceará a partir da segunda metade dos anos 80, Tasso é tido como o nome ideal para representar o palanque de Aécio Neves no Estado.

Ao usar a palavra imprescindível, Tasso admitiu pela primeira vez concorrer ao senado. O ex-governador participou do encontro nacional com os dirigentes estaduais do PSDB ao lado do presidente da executiva regional do partido, ex-senador Luiz pontes.


(Cearaagora)

SE EUNÍCIO APOIAR AÉCIO, PSDB FARÁ ALIANÇA COM PMDB, DIZ PONTES

O presidente da Executiva Regional do PSDB, Luiz Pontes, acenou na tarde desta terça-feira, 22, ao conversar por telefone com a produção do site Ceara agora, com a possibilidade de uma aliança com o PMDB na disputa ao governo do Estado desde que o senador Eunício Oliveira assuma o compromisso de votar no tucano Aécio Neves à Presidência da República. Sem essa condição, segundo Luiz Pontes, o caminho do PSDB é uma coligação com o PR que lançará o nome do ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, à sucessão do Governador Cid Gomes (PROS). O PR, que no cenário nacional integra a base de apoio ao Governo Federal, liberou o Diretório Regional para adotar o rumo político mais conveniente no quadro local. Com isso, o ex-prefeito Roberto Pessoa está liberado para se lançar candidato a governador e votar no presidenciável Aécio Neves.

“Se o Eunício apoiar o nosso candidato à presidência da República, o PSDB fará a coligação com o PMDB no Ceará. Ele (Eunício) precisa declarar apoio ao nosso candidato Aécio Neves. Sem esse apoio, não há como falar em aliança com o PMDB”, reafirmou Luiz Pontes, ao afirmar que, quanto ao Partido da República, as conversações estão bem avançadas.

Durante a tarde desta terça-feira, 22, especulações e informações de bastidores apontavam que, com uma possível aliança entre PSDB e PMDB, o palanque de Eunício e Tasso poderia atrair  outros dois partidos – DEM e Solidariedade.  O DEM está sob o comando dos ex-deputados federais Moroni Torgan e Chiquinho Feitosa.


(Cearaagora)

terça-feira, 22 de abril de 2014

COMO TOMAR A DECISÃO CERTA NA HORA DE ESCOLHER O CANDIDATO?

A cidadania é baseada em direitos e deveres que precisam ser cumpridos para o bom desenvolvimento da sociedade. O voto é uma das normas de boa conduta estabelecida pelo modelo democrático que permite à população influir, participar, opinar e ter responsabilidade sobre a vida política do país. Além de ser um dever cívico, votar também é uma forma de garantir os direitos.

Segundo o professor e doutor, Adolpho Queiroz, especialista em Comunicação Política da Universidade Metodista de São Paulo, votar é um compromisso de participação e da representatividade dos nossos políticos. “É por meio do voto que se constrói um processo democrático, no qual vários pensamentos são expostos e um deles acaba tendo mais respaldo para ser viabilizado. Votar é fundamental para a consolidação da democracia”.

Mas exercer esse direito não é tão simples quanto parece, pois votar ainda é um mistério para grande parte da população. A decisão do voto não deve ser tomada em conjunto e por meio de subornos, que não devem ser aceitos para se ter uma eleição justa. É preciso ter capacidade de distinguir o que é verdade ou mentira, compreender os problemas sociais e prezar pelo predomínio do interesse coletivo.

Queiroz acredita que para população melhorar suas escolhas ela precisa ter um senso crítico mais apurado, para conseguir perceber quem é honesto, trabalhador e construtivo. “O eleitor deve votar em pessoas comprometidas com a verdade. Que não roubem, nem deixem roubar e que consigam construir uma imagem melhor para o poder legislativo”.


Atualmente, existem diversas formas de conhecer os candidatos. Seja por meio de entrevistas, debates, reuniões comunitárias, sites e noticiários. Mas é preciso tomar cuidado com a publicidade eleitoral, que vai desde ao santinho até muros pintados, pois tendenciosamente só haverá informações positivas sobre o candidato. Para sanar a dúvida do eleitor, existem organizações que mostram o perfil daqueles que buscam a reeleição e aqueles que ainda aspiram uma vaga. Como o exemplo da ONG Transparência Brasil, que busca promover o combate à corrupção principalmente por meio do acesso e da organização das informações públicas.

O coordenador do projeto Excelências, que centraliza informações públicas, da Transparência Brasil, Marcelo Soares, acredita que a população deve procurar informar-se mais sobre os candidatos. “Quando você vai comprar um carro, quer saber tudo sobre ele. Quando compra um apartamento, precisa saber se a garagem não será inundada na primeira chuva mais forte. Mas não falo apenas sobre saber quem são os candidatos. É preciso ter alguma ideia sobre em que estruturas eles se encaixam antes e depois de eleitos, para ter uma ideia sobre como atuarão. Que prioridades eles têm? Coincidem com suas preocupações? Tudo isso pode ser avaliado por meio de informação”, afirma Soares.

Na hora de fazer a escolha os critérios da população se diferem. O aposentado Eizi Honda 63, por exemplo, acredita que votar é a coisa mais importante que existe no País e por isso acarreta ao ato muita responsabilidade. “Eu decido em quem votar com base em uma série de informações, que eu recebo por meio dos jornais e da mídia e também através dos resultados do trabalho que os políticos desenvolvem ao longo do tempo e ao longo da carreira deles, assim eu formo uma opinião”. Já o manobrista Welington da Silva, 23, não se preocupa muito na hora de escolher seu candidato. “Eu não sou muito de escolher. Na hora que eu vou votar eu vejo mais ou menos o que o pessoal comenta e quem menos mente eu vou lá e voto. Pronto e acabou”, comenta.

Segundo Soares a população precisa estar embasada em informações seguras para fazer suas escolhas e também precisa levar o processo mais a sério.“Informação é poder. Quanto mais informado está o eleitor, melhor ele vota. Ou seja, mais poder ele tem em mãos”.


Abaixo, você confere alguns sites que estão relacionados às eleições:

http://www.tse.gov.br
Tribunal Superior Eleitoral. A página da web do Tribunal Superior Eleitoral permite ao internauta acompanhar o andamento das eleições, conhecer legislações e até assistir às sessões da plenária.

http://www.queromaisbrasil.com.br
Quero mais Brasil. O site Quero mais Brasil possui um espaço aberto para a população manifestar e exigir seus direitos.

http://www.transparencia.org.br
Transparência Brasil. O site Transparência Brasil apresenta informações sobre todos os candidatos que querem se reeleger, políticos envolvidos em corrupção, artigos, manuais de apoio, além de projetos que serão desenvolvidos pela equipe.

http://www.tre-sp.gov.br
Tribunal Regional Eleitoral. A página possui informações sobre as eleições anteriores, sites dos partidos políticos e um espaço destinado a esclarecer dúvidas do eleitor.


Érica Pontes, adaptação Luciano Silva



CEARÁ SUPERA PRÓPRIA META NA AVALIAÇÃO DO IDEB

A aprendizagem dos alunos das escolas públicas cearenses tem melhorado nos últimos anos. O fato pode ser constatado pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), instrumento de medida criado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Os dados mostram que o Ceará atingiu e, em alguns casos, ultrapassou as metas projetadas para 2011. O Ideb alcançado em todo Estado foi de 4,9, quando a média prevista para esse ano era 4,0. Somente em 2017, a expectativa projetada era chegar a 4,8.

Com os resultados, o Ceará deixou a 17ª posição, em 2007, para o 8º lugar, em 2011, num comparativo entre os estados brasileiros. A mudança de cenário é atribuída por especialistas a diversas estratégias colocadas em prática nas escolas nos últimos sete anos, envolvendo gestores, professores pais e alunos. As ações chegam aos mais distantes lugares do Ceará, por meio do Programa Alfabetização na Idade Certa, implantado como política pública, a partir de um pacto de cooperação com os 184 municípios, pela atual gestão.

Com a meta de alfabetizar todas as crianças de 6 a 7 anos de idade, o Paic está focado em cinco eixos fundamentais: educação infantil, gestão pedagógica da alfabetização, formação do leitor, gestão municipal de educação e avaliação externa. Em 2011, foi ampliado para atender até o 5º ano de escolaridade, por intermédio do Programa Aprendizagem na Idade Certa - PAIC+5. O Paic também contribuiu para a estruturação do Pacto Nacional Alfabetização na Idade Certa (Pnaic).

Conforme Lucidalva Bacelar, coordenadora de Cooperação com os Municípios da Secretaria da Educação (Seduc), em 2007, apenas 39,8% dos alunos chegavam alfabetizados ao final do 2º ano do ensino fundamental. Em 2012, esse número subiu para 76,7%. Os dados foram apurados pelo Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece-Alfa) que também demonstra a queda de 47,5% para 8,7% do percentual de alunos não alfabetizados nessa etapa escolar.

No artigo " O que fazem as boas escolas?", elaborado pelos professores Joan Edesson de Oliveira e Jocelaine Regina Duarte Rossi, doutor e mestre em Educação Brasileira pela UFC, respectivamente, o Paic é apontado como principal responsável pelo desempenho dos municípios. Conforme os autores, o programa ajudou a trazer à tona a discussão central sobre o processo de ensino e aprendizagem.

Cada município tem buscado seu caminho para dar certo na educação. Um desses exemplos vem de Sobral, localizado na região Norte do Estado. Para melhorar a aprendizagem, definiram ações de redução do abandono escolar, de formação dos profissionais e estreitaram contatos entre família e escola. O município ficou em 1º lugar no Ideb entre municípios com mais de 100 mil habitantes. Saiu do Ideb de 4,9, em 2007, para 7,3 , em 2011, quando a média esperada para esse ano era de 4,8.

(Assessoria de Imprensa da Seduc)

segunda-feira, 21 de abril de 2014

CAIXAS ELETRÔNICOS DO BB EM CAMOCIM NÃO FUNCIONAM NO FERIADO E GERA PREJUÍZO.

A Agência do banco do Brasil em Camocim esta desde sábado a noite sem atendimento nos caixas eletrônicos.

Após verificar denúncias de populares solicitamos que nossa produção confirmasse. Verificamos que todos os caixas eletrônicos da referida Agência estão sem funcionar desde o feriado de Sábado de Aleluia, gerando prejuízo para o município, transtorno para a população local e para os visitantes que procuraram realizar saques em dinheiro ou fazer qualquer outro serviço bancário de emergência.

Até a tarde deste domingo (21) o problema ainda não havia sido solucionado, e muito pouco provável que seja, já que é domingo e nenhum funcionário da agência poderia comparecer para solucionar o problema. Informações dão conta que fatos como este acontece frequentemente, principalmente quando há pagamento dos servidores públicos em finais de semana e feriados prolongados como este da Semana Santa.


JUIZ DETERMINA PAGAMENTO DE R$ 8,9 MIL PARA AGRICULTORA VÍTIMA DE FRAUDE.

O Banco do Brasil foi condenado a pagar R$ 8.900,00 para agricultora vítima de fraude. A decisão é do juiz Fabrício Vasconcelos Mazza, respondendo pela 2ª Vara da Comarca de Mombaça, no Sertão central cearense.

Segundo os autos (nº 7424-13.2013.8.06.0126/0), em setembro de 2013, ela descobriu três saques da conta bancária, que totalizaram R$ 1.900,00. Ao comunicar à gerência do banco, foi informada que deveria apresentar relatório sobre a ocorrência e aguardar 15 dias para a liberação de imagens das câmeras de segurança. No entanto, não obteve resposta no prazo determinado.

A vítima ajuizou ação com pedido de restituição dos valores e indenização por danos morais. Na contestação, a empresa argumentou que não houve conduta ilícita e atribuiu, à cliente, a responsabilidade pelos acessos à conta-corrente.

Ao julgar o processo, o magistrado levou em consideração ter ocorrido falha na prestação de serviços do Banco do Brasil. “As alegações da instituição financeira de que as transações indevidas ocorreram por culpa exclusiva do autor [cliente], que teria, por vontade própria, ou por desídia na guarda do seu cartão e senha pessoal, que terceiro tivesse acesso e efetivasse as operações, ou porque o próprio correntista as teria realizado, são insubsistentes, pois o réu [banco] poderia comprovar a autoria dos saques mediante apresentação de imagens dos terminais de autoatendimento, mas não o fez”.

O juiz determinou a devolução das quantias sacadas de forma indevida, além de indenização moral de R$ 7 mil. A decisão foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico.

(Revista Central) 


COMPROMISSO COM A VERDADE, RESPONSABILIDADE E IMPESOALIDADE = BLOG ACONTECE