segunda-feira, 1 de setembro de 2014

DANILO DIZ QUE FÁBRICA PODERÁ GERAR ATÉ 400 EMPREGOS


Danilo Carneiro, gerente da fábrica de calçados em Martinópole, disse ao Blog Acontece que após o período de experiência e treinamento, trabalhadores serão contratados definitivamente e terão registro em carteira. Após aprovação do projeto do  Governo Municipal na Câmara de Vereadores e construção de novas instalações a empresa poderá gerar até 400 empregos aos martinópolenses. Ouça trechos da entrevista:


sexta-feira, 29 de agosto de 2014

GOVERNO PREVÊ SALÁRIO MÍNIMO DE R$ 788,06 PARA 2015



A partir de 1º de janeiro de 2015, o salário mínimo deve ser R$ 788,06, segundo o Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) 2015. Um reajuste de 8,8%. O anúncio foi feito hoje (29) pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, depois de entregar a proposta ao presidente o Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL). A ministra antecipou que o texto prioriza investimentos em saúde, educação combate à pobreza e infraestrutura.

A peça orçamentária traz uma mensagem da presidenta Dilma Rousseff com um diagnóstico sobre a situação econômica do país e suas perspectivas.

Pela Constituição, o prazo de entrega do projeto pelo Executivo termina no dia 31 de agosto. Mas, com a expectativa de conclusão da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que define as metas e prioridades da administração pública federal, só na semana que vem, durante o esforço concentrado, o governo se antecipou. A LDO deveria orientar a elaboração da peça orçamentária.

“Coloquei  toda a equipe do ministério [do Planejamento] à disposição, para os esclarecimentos necessários, para que o Congresso possa fazer uma análise rápida do Orçamento e votá-lo até o fim do ano, prazo que o presidente do Senado [Renan Calheiros], confirmou que é possível fazer”, explicou a ministra.

O Orçamento Geral da União (OGU) é formado pelo orçamento fiscal, da seguridade e pelo orçamento de investimento das empresas estatais federais. A Constituição determina que a proposta seja votada e aprovada até o dia 22 de dezembro.

No projeto de lei, também consta a estimativa para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 5%, no próximo ano.

A projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, ficou em 3% (R$ 5,756 trilhões).

O governo estima que o superávit primário para o setor público consolidado será R$ 143,3 bilhões, valor que corresponde a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Com o abatimentos, o superávit primário vai para R$ 114,7 bilhões, correspondentes a 2% do PIB.

O superávit primário é a poupança para pagar os juros da dívida que o governo seus credores. Na medida em que o país consegue alcançar as metas de superávits primários, tem condições de pagar dividas.

Com informações da Agência Brasil



'CAMILO GANHA E AINDA DOU 10 MIL VOTOS EM SOBRAL' DESAFIA CIRO



O secretário da Saúde do Estado, Ciro Gomes (PROS), durante o jantar de adesão à campanha do senador Inácio Arruda (PCdoB) ao cargo de deputado federal, realizado ontem (28), no Marina Park, lançou um desafio ao candidato ao governo do Estado, Eunício Oliveira (PMDB), a quem voltou a chamar de "Riquinho".

Ao comentar a pesquisa Zaytec publicada pelo portal CearaNews7 apontando a vitória de Eunicio sobre Camilo por 10 pontos percentuais,  Ciro disparou: Camilo ganha e ainda dou 10 mil votos em Sobral".

Ciro, confiante na vitória de seu candidato ao Governo, Camilo Santana (PT), desafiou o candidato do PMDB a aceitar uma aposta com ele. Não disse o valor desse desafio. Quer apenas casar o valor sobre o resultado eleitoral em Sobral, onde Ciro dá de lambuja uma vantagem de 10 mil votos.

Segundo o levantamento do Zaytec, Eunício Oliveira (PMDB) lidera hoje com 34,5%, Camilo Santana (PT)  24,3%¨, Eliane Novaes (PSB) 2,3 %, Ailton Lopes 1,3%, Branco/Nulo - 13 % e não sabem - 24,6%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR 00431/2014 e no Tribunal Regional Eleitoral com 00014/2014.

Por: Maurício Moreira
jornalismo@cearanews7.com.br



ALMIRO SISNANDE FALA DAS AÇÕES REALIZADAS PELA SECRTARIA DE AGRICULTURA DO MUNICÍPIO E PRESTA ESCLARECIMENTOS SOBRE O SEGURO SAFRA



Esteve conosco nesta sexta-feira (29), o Secretário de Agricultura do Município de Martinópole Almiro Sisnande, o mesmo falou sobre algumas ações realizadas pelo governo municipal através da referida secretaria e prestou esclarecimentos a respeito de boatos sobre o Seguro Safra 2013/2014.

Perfuração de poço profundo em Martinópole
Almiro disse a nossa produção que a Prefeitura Municipal de Martinópole através da Secretaria Municipal de Agricultura perfurou durante 16 meses 11 poços profundos beneficiando diversas comunidades, entre elas: Jaguarapí, Poço, Ilha, Pitombeira, Pedra Branca, Sitio Bom Lugar, Jaburu e Carnaubal Preto, beneficiando aproximadamente 200 famílias.

Ainda segundo o secretário, o município de Martinópole também foi contemplado com 3 projetos do Programa Água Para todos da SDA, onde dois destes já estão praticamente concluídos e o terceiro com obras em andamento. Outro benefício adquerido pelo município em parceria com a Conab foi a compra de 43.260 Kg de milho com preço abaixo do valor de mercado beneficiando 26 criadores.

Sobre os boatos de pessoas desinformadas a respeito do Seguro Safra 2013/2014, Almiro disse que os agricultores do município cadastrados no programa Garantia Safra não receberão o seguro este ano, pois segundo dados do IBGE e Funceme não houve perdas acima de 50% da produção na safra, por falta ou excesso de chuva.

“Ao contrario do que andaram falando, o governo municipal pagou em dia sua contribuição e, para prestar mais esclarecimentos aos nossos agricultores participarei de uma reunião que se realizará neste domingo (31), na sede do Sindicato Rural do município onde demonstrarei por meio de documentos comprobatórios os pagamentos oriundos do município”. Afirmou o secretário de Agricultura Almiro,


Garantia Safra

O Garantia Safra é um benefício social vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Agrário e tem por objetivo garantir renda mínima a agricultores de localidades atingidas sistematicamente por situação de emergência ou calamidade.

Tem direito a receber o pagamento do Garantia-Safra os agricultores aderidos e residentes em municípios com perdas mínimas de 50% da produção na safra 2013/2014, por falta ou excesso de chuva.

O benefício do Garantia Safra é pago com recursos do Fundo Garantia Safra, composto por contribuições do agricultor, do município, do estado e da União. Na safra 2013/2014, a contribuição do agricultor é de 1,5% do valor do benefício (R$ 12,75), o município paga 4,5% (R$ 38,25 por agricultor); o estado contribui com 9% do valor ao Fundo (R$ 76,50) e a União paga 30% (R$ 255 por agricultor que aderir ao Garantia Safra).



MÃE DE ALUNO TENTOU PROCESSAR PROFESSOR POR TER TOMANDO CELULAR EM SALA DE AULA E JUSTIÇA NEGOU O PEDIDO



O juiz Eliezer Siqueira de Sousa Junior, da 1ª Vara Cível e Criminal de Tobias Barreto, no interior do Sergipe, julgou improcedente um pedido de indenização que um aluno pleiteava contra o professor que tomou seu celular em sala de aula. De acordo com os autos, o educador tomou o celular do aluno, pois este estava ouvindo música com os fones de ouvido durante a aula.

O estudante foi representado por sua mãe, que pleiteou reparação por danos morais diante do "sentimento de impotência, revolta, além de um enorme desgaste físico e emocional". Na negativa, o juiz afirmou que "O professor é o indivíduo vocacionado a tirar outro indivíduo das trevas da ignorância, da escuridão, para as luzes do conhecimento, dignificando-o como pessoa que pensa e existe”.

O juiz Eliezer Siqueira de Sousa Junior, da 1ª Vara Cível e Criminal de Tobias Barreto, no interior do Sergipe, julgou improcedente um pedido de indenização que um aluno pleiteava contra o professor que tomou seu celular em sala de aula. De acordo com os autos, o educador tomou o celular do aluno, pois este estava ouvindo música com os fones de ouvido durante a aula. Segundo o site Migalhas, o estudante foi representado por sua mãe, que pleiteou reparação por danos morais diante do "sentimento de impotência, revolta, além de um enorme desgaste físico e emocional".

O magistrado se solidarizou com o professor e disse que "ensinar era um sacerdócio e uma recompensa. Hoje, parece um carma". Eliezer Siqueira ainda considerou que o aluno descumpriu uma norma do Conselho Municipal de Educação, que impede a utilização de celular durante o horário de aula, além de desobedecer, reiteradamente, o comando do professor. Ainda se considerou que não houve abalo moral, já que o estudante não utiliza o celular para trabalhar, estudar ou qualquer outra atividade. "Julgar procedente esta demanda é desferir uma bofetada na reserva moral e educacional deste país, privilegiando a alienação e a contra educação, as novelas, os "realitys shows", a ostentação, o "bullying" intelectivo, o ócio improdutivo, enfim, toda a massa intelectivamente improdutiva que vem assolando os lares do país, fazendo às vezes de educadores, ensinando falsos valores e implodindo a educação brasileira."


Informação via face Daniela, através do site Migalhas