sexta-feira, 16 de março de 2012

POPULAÇÃO DE MARTINÓPOLE ESTÁ QUASE A UMA SEMANA SEM FORNECIMENTO D`ÁGUA PELA Cagece.


A comunidade martinopolense mais uma vez sofre com a falta d'água nas torneiras de suas residências, tendo que recorrer aos poços construídos pela prefeitura em determinados bairros da cidade. O povo faz o que pode, vão pegar água de bicicleta, carro, moto, carroça e até a pé. Para muitos moradores a situação é mais complicada, tendo em vista a distância dos poços, para outros é prejuízo, haja vista que tem que dar várias viagens de carro ou moto para abastecer os reservatórios de suas casas.
- Até quando esta vergonha, este descaso com o nosso povo vai continuar acontecendo e o governo municipal não toma as providências? Use a Lei ou tome a frente do abastecimento d´água no município, se não é tão fácil assim, então acredito que existem outros meios legais para que isso não volte acontecer.
A conta de quase treze reais mensais faturado pela a taxa miníma, é um absurdo se considerarmos a população de baixa renda do município e se fizermos uma comparação com a conta d'água do SAAE em Granja e Camocim, que varia entre sete a dez reais.
Segundo postagem no blog MARTINÓPOLE NET,  no dia 16, a assessoria de imprensa da Cagece repassou a seguinte informação:

"Durante os dias de chuva, a adutora que leva água para sua cidade (Martinópole) foi atingida por raios que danificaram a tubulação.
A Cagece concluiu hoje a recuperação da adutora e a previsão para equilibrar o abastecimento em alguns locais é até amanhã."
Ajude-nos, deixe seu comentário.
Postar um comentário