sexta-feira, 11 de maio de 2012

Caixa Econômica está proibida de abrir agências neste sábado

CEF pretendia abrir 11 agências na Capital e Região Metropolitana, para demanda dos clientes por serviços, após redução dos juros.
O Sindicato dos Bancários do Ceará conseguiu nesta sexta-feira (11), uma liminar que proíbe a Caixa Econômica Federal de abrir onze das suas principais agências neste sábado, 12. A liminar é resultado de ação civil pública movida pelo Sindicato em respeito à jornada de seis horas dos bancários, de segunda a sexta, conforme prevê o Artigo 224 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). 
- O que nós, do Sindicato, queremos é que haja mais contratações para suprir a demanda de trabalho na Caixa, que é grande. Se o banco entende que os empregados atuais não são suficientes para dar conta das demandas criadas pela redução das taxas de juros, deve contratar mais trabalhadores, e não aumentar a sobrecarga de trabalho, piorando o atendimento aos clientes, explica o diretor do Sindicato dos Bancários, Marcos Saraiva. 
De acordo com o planejamento da Caixa, um total de 11 agências funcionariam neste sábado, das 9h às 16h, na Capital e região metropolitana: Praça do Ferreira, das avenidas Bezerra de Meneses e Santos Dumont, de Messejana, da Rua Coronel Francisco Pereira, do Shopping Iguatemi e de Caucaia. No Interior abririam as unidades de Maracanaú, Juazeiro do Norte, Sobral, Iguatu e Aracati. A alegativa do banco seria buscar atender pessoas que trabalham em horário comercial durante a semana. 
De acordo com a decisão judicial de caráter liminar, a Caixa fica proibida de convocar seus empregados para o trabalho no dia 12, como também em outras situações análogas, até que haja, se for o caso, acordo coletivo a respeito, sob pena de multa de cinco salários mínimos por funcionário na hipótese de descumprimento da liminar. 
- Não há qualquer justificativa plausível para essa medida que só prejudica os empregados da Caixa, pois as atividades realizadas seriam as mesmas já feitas durante a jornada normal de trabalho, de segunda a sexta. Em lugar de utilizar-se de uma mera jogada de marketing, a Caixa deveria chamar seus concursados, abrir novas agências, e não, obrigar os bancários a trabalharem ainda mais do que já estão, diz Marcos Saraiva.
Além do Sindicato do Ceará, apenas o Sindicato dos Bancários do Espírito Santo conseguiu liminar semelhante.
 
Fonte: CNEWS
Postar um comentário