sábado, 26 de maio de 2012

Marcha das Vadias pede o fim da violência contra mulheres

 Segunda edição do evento ocorre em 14 capitais, entre elas Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Salvador.

Na tarde deste sábado (26), mulheres vestidas com saias curtas e meias arrastão, com o corpo e o rosto pintados e munidas de cartazes com mensagens de protesto tomarão as ruas de várias capitais brasileiras para protestar contra a violência a que são expostas diariamente, seja verbal, física ou sexual. As manifestantes reivindicam igualdade, respeito e liberdade durante a segunda edição da Marcha das Vadias, que ocorre em 14 capitais, entre elas Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Salvador.
A primeira edição da marcha ocorreu em 2011 e marca a luta contra a responsabilização das vítimas pela violência sofrida. A origem do evento remete a abril do ano passado, quando um oficial da polícia de Toronto, no Canadá, disse que, para evitar estupros, as mulheres deveriam deixar de se vestir como vadias. A revolta provocada pela declaração levou à organização da SlutWalk, expressão traduzida em português como Marcha das Vadias.
Desde então, o movimento já se espalhou por países como Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, França, Holanda, Portugal, Israel, Índia, Argentina, Brasil, México, Nicarágua e Colômbia.
Fonte: CNEWS
Postar um comentário