quarta-feira, 4 de julho de 2012

Cantor famoso diz que meio sertanejo é podre

“Nosso meio é podre e eu tenho nojo”, afirmou Jorge, da dupla Jorge & Mateus

Inconformado com o nível ao qual chegou o mercado de música sertaneja, o cantor Jorge, da dupla com Mateus, concedeu uma corajosa entrevista ao UOL, durante a qual abriu o jogo sobre o que ocorre nos bastidores do cenário artístico nacional. “A gente chegou a uma situação insuportável, e acho que é um momento em que alguém precisa falar algo. O mercado nosso é podre, podre. Onde já se viu essa competição que acontece hoje entre duplas, entre escritórios? Nossas carreiras não são um jogo, ninguém tá competindo, ninguém vai ser campeão no fim do ano se fizer mais pontos. As pessoas estão equivocadas. Há uma briga de bastidores hoje entre os escritórios que só atrapalha”, afirmou. 
Jorge mostrou decepção com a atuação de determinados escritórios brasileiros. “Hoje existem grupos isolados, escritórios que criam rixas com os outros, e isso não leva ninguém a nada. Enquanto você se preocupa demais com o que os outros tão fazendo, você tá deixando de se preocupar com seu trabalho. Eu tô com nojo disso. Nojo. Eu fico puto, por exemplo, com essa cultura do tapinha nas costas. Você recebe a pessoa numa boa no seu camarim, na maior boa vontade, e fica sabendo que ela vive tentando descobrir quanto foi seu último cachê, seu último público, como anda sua carreira… com qual intenção? Onde a pessoa acha que vai chegar com esse comportamento?”, questionou.
Postar um comentário