sexta-feira, 17 de agosto de 2012

HISTÓRIAS PITORESCAS DE MARTINÓPOLE NO TEMPO DE VILA E DISTRITO


Quando Martinópole ainda era Vila, e depois Distrito, pertencendo ao Município de Granja, alguns cargos ou encargos eram distribuídos a critério e escolha do Prefeito Municipal de Granja, como por exemplo: para exercer o cargo de Subprefeito, foi escolhido o Sr. João Batista Vasconcelos, vulgo "João Chagas" que tinha o poder para resolver dentro da área todos os casos administrativos. Mas, certa vez, fez a apreensão de umas ancoretas cheias de cachaça pertencente a um cidadão que sonegava pagar o imposto. Para surpresa deste, o Prefeito de Granja - Francisco Gonzaga de Sousa, conhecido por "Chico Sousa", determinou a libertação da citada apreensão, fato que ocasionou entrega do cargo do referido Subprefeito, pois considerou o desfeito uma desmoralização, passando a apoiar o Deputado Antônio Carvalho Rocha, conhecido por "Tonico Rocha" de Uruoca que anteriormente era de política adversária à sua.
Também os Subdelegados de Polícia, eram indicados pelo mesmo Prefeito, bem como os suplentes. Para o exercício da Função de SubbDelegado, foi nomeado o Sr. Doca Jacinto, depois outros, desde que pertencessem à mesma corrente política: o Sr. Chico dos Anjos, Raimundo Jóca, Chico Domingos, etc. No período de 1956/57, aconteceram coisas e fatos interessantes, um certo Subdelegado, fez apreensão de uma faca e por não ter devolvido ao próprio transgressor, foi exonerado do Cargo, indignado mudou com toda família para outra política. Um outro, assinou um ofício sem ler o texto do mesmo, expedido ao Sr. Secretário de Polícia, pedindo sua própria exoneração, e quando o Ato chegou, procurou saber qual o mootivo de ter sido exonerado. Resposta: você pediu demissão. O Subdelegado - Osmundo Salvino da Silva, vulgo "Dico", recebeu um ofício expedido pelo Juiz de Direito da Comarca de Granja, determinando a proibição do Sr. José Aguiar, de frequentar qualquer tipo de diversão, embriagar-se ou portar qualquer tipo de arma, por motivo do mesmo estar subjúdice. O Subbdelegado pediu para a própria pessoa ler o referido documento que lhe fazia as proibições, após a leitura, exclamou: "Esse Juiz podendo cuidar em outras coisas importantes, manda um ofício para o Subdelegado proibir jogo de bila dos meninos de rua". O Subdelegado respondeu: "Essa é boa, só o que estava faltando". Em seguida pegou o ofício, rasgou e jogou fora. Omitimos os nomes de alguns personagens por questões de ética.


CASTIGO PESADO
Este fato foi público e notório. O Subdelegado Sr. Raimundo Jóca, no ano de 1957, prendeu um elemento conhecido como Piriqueiro, e o castigo do transgressor foi ficar com uma pedra de 11 kg, na cabeça, sob um pé de canatlstula que ficava próximo a sub delegacia. Esse tipo de castigo era comum e durava um dia. Além de cruel, era pesado demais. 

Fonte: Um breve histórico da cidade de Martinópole, Professor Adauto Monte.
Postar um comentário