sábado, 26 de janeiro de 2013

PREVIDÊNCIA SOCIAL MOVIMENTA A ECONOMIA DA MAIORIA DOS MUNICÍPIOS.


A Previdência paga hoje 16, 7 milhões de aposentadorias. Desse total, 8,7 milhões são aposentadorias por idade, 3,2 milhões por invalidez e 4,8 milhões por tempo de contribuição. Da quantidade de aposentadorias, 10,4 milhões são de segurados do setor urbano e 6,2 milhões do setor rural. O valor investido pela Previdência Social para o pagamento desses benefícios é de 14,4 bilhões.

Todo mês, o Regime Geral de Previdência Social (RGPS) paga mais de 30 milhões de benefícios em todo o Brasil e esses repasses têm um importante papel na redistribuição de renda do país e na diminuição da pobreza. Um estudo realizado pelo Departamento do Regime Geral de Previdência Social mostrou que duas de cada três cidades brasileiras recebem mais recursos de pagamento de benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do que transferência do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

O dinheiro injetado pela Previdência movimenta a economia da maioria dos municípios. Mas os recursos dos benefícios do INSS fazem diferença mesmo nas pequenas cidades, onde a economia local é aquecida a partir desse dinheiro.

Em 2011, 24 milhões de pessoas saíram da condição de pobreza, graças ao benefício pago pelo INSS. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD. O dinheiro repassado pela Previdência Social reduziu em 12,8% a taxa de pobreza do Brasil.

Uma análise de técnicos do Ministério da Previdência Social mostrou que a renda previdenciária favorece, sobretudo, as pessoas com mais de 55 anos.

Fonte: Cearaagora
Postar um comentário