quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

VISITA DE LULA E DILMA AO CE AMPLIA CRISE NO PSB


A crise no PSB ganha nova dimensão e a visita, nesta quinta-feira, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Ceará amplia ainda mais o confronto aberto entre o pré-candidato ao Palácio do Planalto, Eduardo Campos, e os irmãos Cid e Ciro Gomes. Cid terá encontro com Lula 72 horas após ser recebido pela presidente Dilma.

O confronto interno no PSB veio à tona após o ex-ministro Ciro Gomes declarar que Eduardo Campos não tem proposta, nem estrada para disputar a sucessão da presidente Dilma Rousseff. As críticas geraram desconforto no PSB e Campos as recebeu como uma provocação e tentativa de intimidação dos irmãos Cid e Ciro em articulação com o PT.

Campos sente um cerco sendo armado para esvaziá-lo como pré-candidato presidencial e reagiu, nesta quinta-feira, ao dizer que o PSB poderá entregar os cargos no Governo Federal. Como resposta ao que considera de cerco, segundo revelou o Jornal do Comércio, do Estado de Pernambuco, não está descartada uma medida extrema por parte do PSB: a entrega imediata dos cargos que o partido possui nos ministérios.

Socialistas entendem que Lula quer tirar Eduardo da “zona de conforto” e forçá-lo a tomar uma posição antecipada, seja pelo apoio à reeleição de Dilma, seja pelo lançamento de sua candidatura à Presidência.

O PSB ocupa duas pastas no Ministério de Dilma - Integração Nacional, com Fernando Bezerra, e Portos, com Leônidas Cristino. O primeiro foi indicado pelo governador de Pernambuco, enquanto Leônidas é da quota dos irmãos Cid e Ciro Gomes.

Fonte: Cearaagora


Postar um comentário