domingo, 28 de julho de 2013

PAIS DE ADOLESCENTE GRÁVIDAS, COMO LIDAR



Uma gravidez na adolescênciacom certeza não é o que o pai sonhou para a sua filha. O mesmo vale para o filho homem, que pode engravidar uma garota “fora de época”. O adolescente tende a achar que é adulto, dono do seu próprio nariz, mesmo ainda não tendo independência financeira, ou maturidade suficiente para arcar com as atribuições de construir uma família. Seu filho está passando por essa situação e em breve vocês serão avós? Aprenda como lidar com a gravidez na adolescência.

Diálogo sempre é a melhor solução

Não adianta agredir, brigar se desesperar porque seu filho engravidou uma adolescente, ou porque sua filha de 14 anos está grávida. A situação não é a ideal, mas é preciso manter a calma para encontrar soluções para o problema. Sempre busque conversar, procurar entender como é a relação do seu filho ou filha com o pai ou mãe do bebê, e com a família dessas pessoas.

Mostre para o seu filho que gravidez na adolescência exige responsabilidades

Assumir todos os cuidados com o bebê que está por vir não é o mais recomendado. Mostre para o adolescente que ele terá novas responsabilidades com essa criança. A gravidez na adolescência não é brincadeira e não deve ser tratada como algo que não é de responsabilidade dos jovens que geraram a criança.

Converse com os pais do bebê, mostre para eles que de agora em diante eles terão que buscar meios de sustentar o seu filho. Se esses adolescentes tiverem menos de 16 anos, idade em que não podem trabalhar, fique ao lado deles e os ajude com as novas responsabilidades, inclusive com os custo, mas deixe claro, que assim que puder, vão ter que trabalhar para bancar o filho, e enquanto não podem atuar no mercado de trabalho terão que ajudar com afazeres domésticos.

Não obrigue o casal a manter um relacionamento por causa da gravidez

Ninguém deve ser obrigado a manter um relacionamento por causa de uma gravidez. Se os adolescentes decidirem que não querem namorar mais, não force essa situação. Obrigar o casamento, nem pensar. Adolescentes não têm maturidades suficiente para morar sozinhos e manter uma casa, e se não trabalharem a situação piora. Porém, mesmo sem estarem em uma relação, eles precisam arcar com os cuidados do bebê que está a caminho.


Postar um comentário