domingo, 4 de maio de 2014

POPULAÇÃO DE SOBRAL PARTICIPA DO MOVIMENTO CONTRA A BANALIZAÇÃO DA VIOLÊNCIA

A banalização da violência causada pelas brechas do Código Penal, é um dos motivos que levou a população de Sobral, a organizar uma manifestação contra a violência no município. Sem vagas no presídio local, a solução encontrada pelo judiciário é soltar criminosos menos perigosos para gerar vaga para traficantes, assaltantes e homicidas. Segundo o Promotor de Justiça Alexandre Pinto, em entrevista concedida a um programa de rádio local, a justiça só está mandando para a cadeia, os indivíduos de alta periculosidade.
Segundo a organização do movimento #BANALIZOU, que realizou o protesto, os pequenos crimes como, roubos, furtos, arrombamentos e assaltos com arma branca, tem ficado impune, gerando um grande crescimento no índice de crimes praticados principalmente por menores. “Tem dias da semana que se forma uma fila com até 50 pessoas na delegacia municipal, para registrar um Boletins de Ocorrência”, afirma Wellington Macedo, um dos organizadores do protesto.
Macedo ainda falou sobre a falta de um cão farejador para auxiliar o trabalho da Polícia no cumprimento dos mandados de Busca e apreensão contra o tráfico de drogas e prometeu enviar uma lista de reivindicações para o Governador, dentre os pedidos, uma equipe permanente do RAIO para patrulhar as ruas de Sobral e pedindo mais atenção com a segurança dos sobralenses. Sobral, o município que concentra o maior número de escolas públicas de qualidade do Brasil, sofre com essa epidemia que parece ter saído do controle das autoridades Policiais locais. E para piorar, o contingente de policiais incompatível com o número de habitantes que chega a 190 mil, viaturas do Ronda do Quarteirão quebradas e a demora no atendimento das ocorrências registradas pelo CIOPS, deixa a população cada vez mais assustada, obrigando-as a mudanças de hábitos e muitas vezes presas dentro de casa em regime de prisão domiciliar involuntária, relata Macedo.


(Via Sobral Online)


Postar um comentário