segunda-feira, 18 de agosto de 2014

DESTACAMENTO DA POLÍCIA MILITAR EM MARTINÓPOLE INTENSIFICA FISCALIZAÇÃO E APREENDE MOTOS CONDUZIDAS POR MENORES.

Fáceis de ser adquiridas e econômicas, as motos caíram de vez no gosto dos consumidores brasileiros, porém, uma prática ilegal tem preocupado os usuários do trânsito das cidades. A quantidade excessiva de menores conduzindo esse tipo de veículo é alarmante.

Até bem pouco, após a saída do promotor de justiça Breno Rangel da nossa Comarca, a Polícia Militar não estava apreendendo motos em Martinópole, mas nos últimos dias e principalmente neste este final de semana ocorreram algumas apreensões.

Com o objetivo em reprimir a circulação de motos e condutores de forma irregular, o Destacamento de Polícia Militar em Martinópole intensificou nos últimos dias a fiscalização na cidade flagrando menores guiando motos.

Segundo informações obtidas pela nossa redação, durante a semana, ocorreram aproximadamente seis flagrantes de pessoas conduzindo motos sem habilitação na cidade de Martinópole.

É comum menores conduzirem tranquilamente pela cidade conduzindo motos sem habilitação. A portaria do MP que entrou em vigor no dia 18 de abril de 2013, o promotor de Justiça Breno Rangel Nunes da Costa, exige o cumprimento do Artigo 310 dentre outros do Código de Trânsito Brasileiro. De acordo com referido artigo, é crime emprestar veículo automotor a pessoas não habilitadas, "AQUI".


Do Blog...

O código de trânsito é claro, só podem conduzir motos ou carros pessoas devidamente habilitada e acima de 18 anos, a responsabilidade aumenta mais ainda para o conselho tutelar que deve está presente em caso do descumprimento da portaria. O conselho tutelar vai ter que encaminhar o menor e o veículo ate os responsáveis e lavrar o termo de circunstância, e os envolvidos terá o veículo e a documentação retida para a Justiça da cidade.

As “motocas” como são chamadas, são pilotadas por adolescentes e adultos que nunca frequentaram uma autoescola, são vistas cada vez com mais frequência pelas ruas e avenidas da cidade, representando um perigo no trânsito. Algumas sem placa e sem fiscalização, as motos, chegam a fazer 80 km/h, são usadas sem qualquer critério. Basta uma volta pela cidade que logo deparamos com um desses veículos sendo conduzidos, em muitos casos por menores de idade e mais, às vezes sem capacetes e calçando chinelos.


Postar um comentário