quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

ENTIDADE RECHAÇA TESE DE QUE PREFEITURA NÃO TERÁ DINHEIRO PARA PAGAR PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO



A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), através da subseção do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), produziu análise da previsão de aumento nos repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para as cidades cearenses. Conforme a análise, em cerca de 90% dos municípios haverá aumento no repasse.

O estudo conclui ainda que, no ano de 2014, onde já havia previsão de aumento, os valores repassados consolidados até dezembro superaram em 100% das cidades o crescimento previsto, a maioria em mais de 6%. “O histórico mostra que a previsão sempre é inferior ao de fato investido, o que comprova que os valores têm sido sempre mais otimistas”, avalia a técnica do Dieese, Rosilene Cruz.

A conclusão é de que está rechaçada a alegativa dos prefeitos cearenses, através da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (APRECE), de que faltam recursos para pagamento dos profissionais do magistério. “A receita do Fundeb enviada aos municípios é carimbada, portanto, deve ser usada para custear salários e demais investimentos da educação. Quem gastou errado o dinheiro do Fundo é que deve prestar contas à sociedade e não usar o discurso de que não dá pra pagar o reajuste dos servidores”, avalia Enedina Soares, presidenta da Fetamce.

Além disso, a Federação esclarece que os municípios cearenses deverão receber, em 2015 e 2016, um acréscimo de R$ 316 milhões, no FPM nos últimos anos.

(Blog do Eliomar)

Postar um comentário