segunda-feira, 6 de junho de 2016

É TUDO MENTIRA



O ensaio sobre a verdade (ou seria sobre a mentira?) foi publicado no livro Estrada do Tempo, de Egberto Costa.

Eis a íntegra do texto:

Se alguém nos perguntasse: “que é a verdade?” que responderia? Aí está, pois uma inquietação dos que fazem a notícia. Estamos em busca da verdade ou a escondemos conforme nossa convivência? Não existe uma medida para a verdade, ela se apresenta conforme a ótica de cada um e da maneira que mais projeta seus interesses. Mas não existem duas verdades sobre um mesmo fato. Não existe meia verdade, não se diz que está falando “ligeiramente” a verdade. Ela existe ou não existe.

E não se pode separar a verdade da justiça. Quando se falta à verdade está se cometendo injustiça. “Verdade e justiça são a medida da verdadeira liberdade”, nos ensina o cardeal J. Ratzinger. É por isso que as mentiras geram as ditaduras e elas sobrevivem enganando sempre, ocultando as verdades dos fatos, como eles aconteceram. E é aí que Santo Inácio de Antioquia aparece para dar sua lição: “É melhor calar-se e ser que falar e não ser”.

Mas nós somos os responsáveis pela transmissão da verdade através das palavras. “Palavra que se solta não se engole outra vez”, é a sabedoria do provérbio russo. Quando a notícia é divulgada e se comete injustiça, dificilmente o erro será corrigido, ficará sempre uma pontinha de dúvida. Aqui é que entra a ética profissional, esta coisa que muitos pensam ser uma camisa de força para impedir o exercício da profissão. Mas quem usa a verdade comete a justiça e não precisa temer os códigos, por mais rígidos que eles sejam.

O profissional precisa de dignidade no exercício da profissão, ser cortês sem ser subserviente. O adulador é sempre injusto: agacha-se perante os poderosos e massacra os humildes. Muda sempre de opinião conforme a direção que o vento sopra. Foi Honoré de Balzac quem nos advertiu: “A educação nunca parte do espírito elevado. É produção de medíocres”.
 *Madalena de Jesus é jornalista e professora
Postar um comentário