sábado, 4 de março de 2017

EX-PREFEITO JAMES BEL ENVIA NOTA E SE PRONUNCIA SOBRE ALEGAÇÕES A RESPEITO DA SUA GESTÃO



Dia 24 de fevereiro de 2017, a produção do Blog Acontece recebeu um e-mail do ex-prefeito de Martinópole James Bel. Conforme a referida correspondência eletrônica de esclarecimento, James faz um breve resumo da sua gestão quando então prefeito do município, o mesmo pontua fatos como o pagamento de salário mínimo aos trabalhadores, saldo em caixa e bens adquiridos na sua gestão. 

Antes de publicarmos a nota do ex-prefeito, procuramos informações sobre o assunto, averiguamos quase 600 páginas do Balanço Geral Consolidado e Relatório Resumido da Execução Orçamentária, exercício 2016. Focamos principalmente os dados entre as datas dos dias 30/11/ a 31/12/2016.  Não somos especialistas em contabilidade, portanto, deixaremos um link para nossos leitores acessarem todas as informações da Prestação de Contas do Governo exercício 2016, vocês poderão baixar por completo acessando o link clicando BAIXAR ARQUIVO:
Balanço Geral Consolidado
Veja a nota de esclarecimento do ex-prefeito de Martinópole James Bel:

Ao iniciarmos nosso mandato em 2013, recebemos a prefeitura com salários dos funcionários atrasados e sem lastro financeiro para cobrir as contas, mesmo assim pagamos as contas do exercício anterior, pegamos escolas e postos de saúde com graves problemas, enfim, sucateados, fruto da gestão anterior. Martinópole estava em situação precária, sem limpeza, sem medicamentos, sem carros, sem estruturas etc. Mas, no primeiro dia de nossa gestão fizemos mutirão e limpamos a cidade, até porque a situação era gritante não podia esperar mais; colocamos os salários em dia, locamos carros, compramos medicamentos e colocamos o município para funcionar deixando as mazelas do prefeito anterior para trás, porque o povo martinopolense não pode pagar pelos erros de gestões passadas. No entanto, pagamos um salário mínimo aos servidores, diga-se de passagem, que pagar salário mínimo em Martinópole até então era novidade, pois a maioria dos servidores ganhavam R$90,00 (noventa reais) quando o salário era R$622,00 (seiscentos e vinte e dois). Outros R$130,00 (cento e trinta); R$160,00 (cento e sessenta) e assim por diante. E o mais importante, pagamos em dias. Sem atraso cumprimos com o salário mínimo a todo e qualquer servidor que trabalhavam 8 horas em nosso município, além de respeitar a todos, pois a gestão anterior não pagava e dizia que nunca ninguém ia pagar salário mínimo.
E finalizando nosso exercício, mesmo com alguns impedimentos que aconteceram por causas alheias encerrei meu mandato deixando: prédios novos; prédios reformados; medicamentos; além dos carros que recebi, deixei mais 9 carros ADQUIRIDOS em nossa gestão (1 retroescavadeira, 1 moto niveladora, 1 caminhão pipa, 1 ambulância, 1 caminhão caçamba, 1 ethios [saúde], 1 saveiro[saúde], 1 enchedeira, 1 carro gol [ação social] ) ; estradas excelentes; comemoramos em Martinópole todas as datas festivas com as melhores bandas da atualidade, esporte em destaque a nível estadual, sem aceitar caprichos de cidades vizinhas.
Martinópole teve no período de 13/12/2016 a 31/12/2016 duas pessoas à frente da prefeitura e nesse período de apenas 17 dias foram feitas várias dispensas para RETIRARADA DE DINHEIRO e vejam só que absurdo: em apenas 17 dias foi retirado R$15.000,00 (quinze mil reais) para pagar assessoria jurídica e mais R$30.000,00 (trinta mil reais) para pintar meio fio, etc.
Como já falamos não é obrigação deixar lastro financeiro, mesmo assim deixamos muito. Deixamos verbas empenhadas e algumas já com dinheiro em caixa, por exemplo, R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) verba esta do deputado federal Danilo Forte destinada para comprar equipamentos para o hospital Imaculada Conceição; deixamos mais R$ 1.500,000,00 (um milhão e meio de reais) para construção de casas; deixamos mais R$ 500,000,00 (quinhentos mil reais) para fazer banheiros inclusive já licitados; deixamos mais R$500.00,00 (quinhentos mil reais) de calçamento até a gruta, verba também do nosso deputado federal Danilo Forte; deixamos mais R$ 200.000,00 (Duzentos mil reais)para a reforma do calçadão na Av. Castelo Branco (Cohab), além de quase R$ 2.000,000,00 (dois milhões de reais) pra fazer calçamentos em todas as ruas de Martinópole (verba estadual); deixamos mais quadras prontas e com mais uns R$ 500.00,00 (quinhentos mil reais) para serem finalizadas.
A gestão de 13 de dezembro de 2016 até hoje decretou duas vezes estado de emergência, e esse estado de emergência serviu se quer para comprar medicamentos hospitalares, pois hoje mesmo seus próprios eleitores estão reclamando por falta de atendimento e medicamentos.
Mais uma vez, quero ressaltar que o dinheiro deixado em caixa é suficiente para pagar todas as contas deixadas por minha gestão SIM!!. Ao todo, deixamos nos cofres públicos da Prefeitura de Martinópole, mais de R$ 3.000,000,00 isso mesmo TRÊS MILHÕES DE REAIS e até agora o gestor atual vive de não fazer nada querendo culpar a gestão anterior. O prefeito de 2013 a 2016 não tem obrigação de deixar dinheiro para cumprir exercícios futuros. Sendo bem claro as contas de 2013 a 2016 ficaram com saldo suficiente para cumpri-las! Para mostrar melhor cópia do Balanço Geral Consolidado. Para consultar os dados basta clicar no link: http://www.municipiosconsultoria.com.br/

Democraticamente o Blog Acontece deixará todo espaço necessário para quaisquer esclarecimentos a respeito do assunto tratado nesta postagem, igualmente proporcionar o direito de resposta a quem possa interessar.
Acessando o link você poderá visualizar Balanço Geral Consolidado conforme documentos abaixo:




Você também poderá baixar o Relatório Resumido da Execução Orçamentária 2016:

Com informações: Municípios Consultoria
Postar um comentário