quinta-feira, 30 de junho de 2011

OPERAÇÃO CAÇA-FANTASMA PRENDE GIL MOITA, EX-PREFEITO DE TIANGUÁ

Cinco pessoas foram presas na manhã desta terça-feira (28) durante operação da "Caça Fantasma" que investiga fraude de processos licitatórios envolvendo gestões dos municípios de Tianguá, Ubajara e Santana do Acaraú.  As prisões foram efetuadas pela Polícia Civil  em função dos seis mandados de prisão e 18 de busca e apreensão expedidos pelo Ministério Público estadual.  Entre os presos estão Vitor de Castro Moita e Gilberto Moita Filho, filhos do ex-prefeito de Tianguá, Gilberto Moita, que também foi preso. Também foram presos o coodenador de licitações da prefeitura de Santana do Acaraú, Manoel Messias Rodrigues,  além de Ronaldo Teixeira do Santos, acusado de ser o laranja e Jean Carlos Aguiar, acusado de ser o fantasma. 
O presidente da comissão de licitação, José Auricélio Vital Júnior, está foragido. Todos são acusados de fraude em licitação, falsificação de documento público, emprego irregular de verbas, formação de quadrilha, entre outros crimes. Segundo o promotor, estão sendo investigadas empresas que fraudam licitações e tem contrato com mais de 10 prefeituras. 
"Inicialmente, a previsão (de desfalques) é na faixa de R$ 3,5 milhões, mas com a documentação apreendida isso vai aumentar consideravelmente. Outras pessoas devem ser presas hoje, inclusive o homem que deve ser o mentor do laranja", disse.
Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela juíza Cynthia Nóbrega, de Santana do Acaraú. Cerca de 50 policiais e 16 delegados estão envolvidos na operação que foi divulgada em blog, em primeira mão, no Camocim Online (AQUI).
Postar um comentário