sábado, 24 de agosto de 2013

CAMPANHA DE VACINAÇÃO VAI ATÉ DIA 30

Começou neste sábado (24) a campanha nacional para atualizar a caderneta de vacinação de crianças menores de 5 anos. A campanha vai até dia 30. Todas as vacinas do calendário básico estarão disponíveis. A meta é vacinar as crianças que não estiverem com a caderneta em dia. O público nessa faixa etária é estimado em 14,4 milhões de crianças.

 “Hoje começamos a campanha de atualização das vacinas. Os pais têm que levar sua criança de até 5 anos ao posto de saúde. Leva a caderneta de vacinação e, se não tiver a caderneta, leva só a criança. São vacinas para quase 20 doenças, oferecidas pelo Sistema Único de Saúde [SUS] e os profissionais vão ver se a criança está com a vacina em dia ou não”, disse o ministro da Saúde, Alexandre Padilha,.

A campanha vai mobilizar 34 mil postos fixos de vacinação, além dos volantes, e 350 mil profissionais de saúde. As vacinas que estarão disponíveis nos postos são BCG (para a prevenção de formas graves de tuberculose), hepatite B, penta, inativada poliomielite (VIP), oral poliomielite (VOP), rotavírus, pneumocócica 10-valente, meningocócica C conjugada, febre amarela, tríplice viral (sarampo, rubéola, e caxumba) e DTP (difteria, tétano e coqueluche). A ação ocorre em parceria entre o Ministério da Saúde e as secretarias estaduais e municipais de Saúde.

As crianças poderão receber também a suplementação de vitamina A para crianças entre 6 meses e 5 anos incompletos, que moram nas regiões Norte e Nordeste e em municípios prioritários do Plano Brasil sem Miséria. O complemento contribui para reduzir o risco de morte por diarreia e ajuda no desenvolvimento das crianças.

Hoje o Ministério da Saúde está lançando o aplicativo Vacinação em Dia para tablets e celulares. No dispositivo móvel estarão disponíveis todas as vacinas ofertadas pelo SUS e o usuário poderá cadastrar até dez carteiras de vacinação. O aplicativo calcula quando se deve comparecer novamente para uma nova imunização e envia um lembrete por mensagem.
  
A bancária Mikaelly Alves, 30 anos, levou seu filho Heitor, de 10 meses, para tomar a vacina da febre amarela e a megadose de vitamina A “Tive essa boa surpresa de eles estarem dando a vitamina A, porque ele não toma polivitamínico. A campanha é importante, porque, além da conscientização dos pais de estarem atentos para atualizar a caderneta, tem a facilidade de os profissionais de saúde estarem aqui. As marcações às vezes são confusas e os agentes de saúde nos dão um apoio”, disse Mikaelly.

Informações Agência Brasil


Postar um comentário