segunda-feira, 5 de agosto de 2013

SECRETÁRIA DA EDUCAÇÃO DO CEARÁ COBRA “MAIS COMPETÊNCIA”

Para a secretária de Educação do Ceará, Izolda Cela, os recursos atualmente disponíveis para a Educação são suficientes para uma melhoria mais acelerada dos índices de desempenho da área. Essa foi a avaliação de Izolda em relação ao comparativo entre os números do Fundo de Desempenho da Educação Básica (Fundeb) e do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) entre 2009 e 2011, mostrados pelo Tribuna do Ceará.

A secretária reconhece que garantir a proporcionalidade entre investimentos e resultados, no campo da educação, ainda é um desafio para a gestão pública. Entre 2009 e 2011, o recurso do Fundeb destinado à rede estadual de educação básica cresceu 41,43%, enquanto que, no mesmo período, o índice que mede a qualidade do ensino – o Ideb -, avançou em ritmo mais lento, com crescimento de apenas 2,68%. Situação que se repetiu – com números diferentes, mas igualmente discrepantes – nas redes municipais de educação.

Se, por um lado, sabemos que mais dinheiro é necessário, está bastante evidente que o processo de melhoria pode acontecer num ritmo muito mais vigoroso com o dinheiro que se tem. De maneira geral, é necessário mais foco, mais competência no acompanhamento das ações, avaliação e responsabilização pelos resultados”, avaliou Izolda, em resposta por e-mail, enviado através de sua assessoria de imprensa ao Tribuna do Ceará.


A secretária disse ainda que o Ceará é o estado que apresentou maior crescimento do Ideb desde 2007, quando o índice foi criado pelo Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais (Inep). “Esse resultado não é nada trivial”, avaliou. IA secretária pondera, no entanto, que apesar da posição confortável do estado no ranking nacional do Ideb, quando se considera o perfil do Ceará, ainda há uma grande distância até patamar que se considera ideal para a educação.

Com informações: Tribuna do Ceará


Postar um comentário