segunda-feira, 26 de agosto de 2013

VEREADORES DE OPOSIÇÃO ABANDONAM SESSÃO E VÃO COMEMORAR EM CHURRASCARIA

Uma palhaçada aconteceu na última sessão na Câmara Municipal de Quixadá, no Sertão Central cearense, vereadores simplesmente deixaram de votar em um projeto da educação para participarem de um churrasco, ainda fizeram ‘hora’ com a cara de educadores desse município cearense.

O poder legislativo deveria votar o importante projeto da nova estrutura de cargos da Secretaria de Educação, feita pelo secretário Antônio Martins, mas, quatro vereadores resolveram abandonar a sessão, um dos objetivos seria buscar uma sessão extraordinária, assim receberam mais dinheiro em seus salários, o segundo objetivo foi para boicotar o projeto, mostrando assim a falta de compromisso com os educadores.

Os quatro vereadores da oposição, Kelton Dantas, Luiz do Hospital, Higo Carlos e Evaristo, simplesmente levantaram-se da bancada para não votar, enquanto o atual secretário do Poder Legislativo, Audênio Morais mostrava o novo projeto da Secretaria de Educação.

De acordo com as informações, a maioria dos cargos da educação tem origem desde 1975, motivo que precisa de uma nova roupagem, mas para os vereadores Kelton Dantas, Luiz do Hospital, Higo Carlos e Evaristo, fugir da sessão foi a melhor opção.

Na estrutura atual, um diretor de escola ganha em média R$ 600,00 reais sendo que, a normalidade seria de R$ 1.500 reais.

O vereador Laércio do São João disse que está envergonhado, “estou envergonhado com a posição tomada pelos vereadores Kelton, Luiz, Higo e Evaristo”.

A Professora Maria Lucia também ficou revoltada, “esse povo que foi colocado por nós nessa Casa, para defender nossos direitos, ai vem esses vereadores fazerem uma sacanagem dessa, quem eles pensam que são? Respeito é bom e eu gosto, fiz um concurso e não precisei do aval de nenhum deles para conseguir uma vaga, estudei muito, diferente de alguns deles”. O Presidente da Câmara disse que só falaria quando tivesse certeza sobre o que ocorreu.

Segundo foi repassado por alguns professores e coordenadores, os profissionais da educação irão fazer uma manifestação na quinta-feira. Após o ato, três vereadores foram comemorar em uma churrascaria da cidade.

Na verdade, um vereador tem vontade própria de votar a favor ou contra, porém, abandonar uma sessão é demonstrar desinteresse pelo seu trabalho. A sessão foi encerrada por falta de quórum.

ENTENDA MAIS.

O Projeto de Lei n° 021/2013 de autoria do executivo que tem o objetivo de – Reorganizar o Sistema Municipal de Ensino de Quixadá - Reorganizar a Estrutura Administrativa Organizacional da Secretaria Municipal de Educação – Promover Criação e Extinção de Cargos Comissionados e Fixar Valores, Promover o Reordenamento dos Cargos com suas Respectivas Simbologia.

Segundo os vereadores que fazem parte da base de oposição a gestão municipal, acusa o presidente Pedro Baquit, de “empurrar” a votação sem a devida apreciação e discussão que a matéria merece. O presidente Pedro Baquit, por sua vez, relatou que há um boicote dos vereadores oposicionistas que querem “tumultuar” os projetos enviados pela gestão atual e são de interesse publico. O acirramento político pode ser o responsável pelas dificuldades encontradas para um entendimento entre base aliada e oposição.

Com informações Revista central


Postar um comentário