terça-feira, 8 de outubro de 2013

CUIDADO COM O QUE É PUBLICO OU PERSEGUIÇÃO?

Muito antes de se tornar prefeito de Martinópole o professor e bacharel em direito James Bél tem sofrido  ameaças dos adversários políticos, muitos ainda lembram quando foi noticiado nos grandes meios de comunicação a muitos anos atrás que atearam fogo em seu veículo dentre outros fatos, hoje sendo prefeito da cidade a perseguição tem sido cada vez mais intensa, não teve um dia se quer em que não se falasse em cassação do mandato do prefeito.

Em uma das sessões realizada na câmara de vereadores (veja aqui), um empresário da cidade chegou  a invadir a plenária, esbravejar e desacatar o prefeito, em outra sessão tumultuada em que se tratava do afastamento do então vereador Ney Monte, realizada alguns meses atrás, o esposo de uma  vereadora chegou a invadir a plenária, bateu na mesa,  gesticulou etc. Assista aqui.

No último dia 26 de setembro, a Câmara Municipal de Martinópole recebeu várias denúncias contra o Prefeito. As denúncias foram feitas por um comerciante local. Imediatamente a Presidenta interina da Câmara, sorteou uma comissão para apurar a veracidade dos fatos. As denúncias são graves e vai desde fraudes nas licitações, distribuição ilícita de combustível, passando por superfaturamento em medicamentos, até utilização de notas ficais frias. O Prefeito foi citado por edital, e tem o prazo de quinze dias para apresentar sua defesa. Em seguida a Comissão julgará a argumentação/defesa do prefeito.

A população espera que as denúncias encaminhadas a câmara de vereadores não tenha fundamento, do contrário, será uma grande decepção para os martinopolenses.


Com informações Sobral de Prima

Postar um comentário