quarta-feira, 15 de julho de 2015

JUSTIÇA SUSPENDE CONCURSO PÚBLICO DA POLÍCIA CIVIL



A 15ª Vara da Fazenda Pública, da Comarca de Fortaleza, concedeu parcialmente a liminar, após ação civil pública movida pela Defensoria Pública Geral do Ceará, e suspendeu o concurso público para delegado da Polícia Civil do Estado, realizado pela Fundação Vunesp, por irregularidades no certame. A decisão do juiz Emilio de Medeiros Viana foi divulgada nesta terça-feira, 14.

Após a realização do certame e a divulgação do gabarito, três questões foram anuladas pela organização do concurso e a classificação acabou alterada. Na ação civil pública, a Defensoria Pública argumenta que a anulação prejudicou os participantes classificados que acertaram tais itens na prova e beneficiou os que erraram. Com isso, o órgão solicitou a manutenção do gabarito original.

Ao analisar o caso, o juiz Emilio de Medeiros determinou o reestabelecimento do gabarito original das questões 57 e 60, referentes à prova do tipo 3. Entretanto, rejeitou o pedido de liminar relacionada a questão 63, também do exame do tipo 3, por não cogitar erro no material.
Conforme a decisão, o concurso está suspenso por até 30 dias. Dentro deste período, a organização do certame deve publicar nova lista de candidatos aprovados da primeira fase. Caso haja descumprimento da determinação, o Estado deve pagar multa diária de R$ 10 mil.

Após atender as determinações, a realização do certame poderá prosseguir até a sua conclusão.

Ao todo, são ofertadas 168 vagas para o cargo de delegado, 336 para escrivão e 259 para inspetor, todos com jornada de trabalho de 40 horas semanais. Os salários variam de R$ 2.946,19 a R$ 14.592,39.

Com informações: O POVO Online

Postar um comentário