segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

PMs se reúnem com representantes do Governo

Será nesta sexta-feira (3), às 15h, na sede da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), o primeiro encontro entre representantes dos policiais militares e Governo do Estado do Ceará para definir os pontos acordados entre as partes durante a paralisação dos policiais e bombeiros militares. Objetivo é dar andamento às negociações da categoria.
De acordo com o presidente da Associação de Praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (Aspramece), Pedro Queiroz , o cronograma de atividades para a reunião já foi elaborado e neste primeiro encontro serão discutidos os seguintes aspectos: incorporação da gratificação aos salários dos militares, auxílio alimentação e redução da carga horária para 40h semanais.
- Os demais assuntos serão tratados em reuniões posteriores que podem vir a acontecer de 15 em 15 dias, explica.
Quanto ao Código de Ética, está sendo preparada a minuta que trata sobre o assédio moral aos Policiais Militares. "Com um efetivo composto por 14 mil policiais, em 2011, foram concedida 8.100 licenças médicas a estes profissionais por motivo psiquiátrico. Quem mais perde com isso é a população", comenta Pedro Queiroz.
Com a retomada dos trabalhos legislativos nesta quinta-feira (2), os policiais militares aguardam o envio de mensagens do Executivo que tratam da anistia aos manifestantes a partir do dia 1º de novembro, incorporação do valor correspondente à gratificação operacional do turno C, com o valor de R$ 920,18 retroativo a 1º de janeiro de 2012, também aplicado a todos os membros da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do Ceará. 
Segundo Pedro, a categoria espera que a incorporação da Gratificação de Policiamento Ostensivo (GPO) seja atendida de imediato. O governador Cid Gomes adiantou que irá à Assembleia Legislativa para a reabertura dos trabalhos na Casa.
Fonte: Cnews
 

Postar um comentário