sexta-feira, 2 de março de 2012

Senadores não querem deixar Congresso Nacional, reflete leitor

"Chegar ao Senado é como entrar no paraíso sem precisar morrer." Essa é a declaração que o ex-senador e antropólogo Darcy Ribeiro (1922-1997) fez no inicio de seu mandato em 1991. Ele nos deu condições para sentir o porquê de senadores como José Sarney, Eduardo Suplicy, Francisco Dornelles, Pedro Simon, Jader Barbalho, Paulo Paim e a maioria não querem sair do Senado Federal.
Darcy Ribeiro morreu no ano de 1997, magoado por não poder contar com a ajuda da maioria de seus pares para aprovação dos Projetos de Leis de sua autoria.
Bastante desgostado disse Darcy na tentativa de acordar os políticos brasileiros, principalmente os senadores: "Fracassei em tudo que tentei na vida. Tentei alfabetizar as crianças brasileiras, não consegui. Tentei salvar os índios, não consegui. Tentei fazer uma universidade séria e fracassei. Tentei fazer o Brasil desenvolver-se automaticamente e fracassei. Mas os fracassos são minhas vitórias. Eu detestaria estar no lugar de quem me venceu".
Nem assim o Congresso Nacional acordou. Pobre Brasil.
Fonte:Folha.com
Postar um comentário