sábado, 2 de fevereiro de 2013

VEREADORES DO MUNICÍPIO DE URUOCA FOGEM APÓS PRISÃO TEMPORÁRIA DECRETADA


Cinco vereadores do município de Uruoca, estão foragidos depois de terem a prisão temporária decretada pela Justiça. Eles foram denunciados pelo Ministério Público do Ceará (MP) por receberem propina para aprovar projetos de interesse do prefeito do município.

O pedido da Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap) solicita a prisão temporária, apreensão e quebra de sigilos bancário e fiscal dos cinco investigados e foi atendido pelo juiz Fábio Medeiros Falcão de Andrade em 10 de janeiro. De acordo com o promotor de Justiça Eloilson Landim,  os investigados fugiram antes mesmo dos mandados chegarem ao Ministério Público.
De acordo com o MP, estão foragidos Antônio Eraldo Batista Lima, Elonio Sales Gomes, Maria Aldebiza Silveira, Evilaques Araújo da Silva e Junior Marçal.

Dentre os crimes cometidos pelos vereadores, destacam-se a de corrupção ativa e passiva. Para Eloilson Landim, “estamos diante de uma quadrilha especializada em se apropriar de dinheiro público, que por meio de ‘conluio’ entre vereadores e servidores municipais, conseguia fraudar o processo legislativo”.
A apuração preliminar feita pelo MP aponta que nos anos de 2009 a 2011 foram desviados cerca de R$ 12 mil, por ano, para cada vereador envolvido em Uruoca. A previsão é que o montante desviado seja superior, mas o valor real só poderá ser conhecido e provado após a prisão temporária, busca e apreensão e quebra dos sigilos bancário e fiscal dos envolvidos.

SAIBA MAIS

Operação da Polícia Civil e MP prende prefeito de Pacajus, no Ceará
R$ 9 milhões foram desviados em esquema em Pacajus (CE), diz MPE.


Postar um comentário