quinta-feira, 10 de setembro de 2015

O CORTE DO SERVIÇO FOI REALIZADO PELO NÃO INTERESSE DE CONTINUIDADE DA ATUAL GESTÃO DA CÂMARA E NÃO POR FALTA DE PAGAMENTO, DECLARA EMPRESA



Dia 04/09/2015, publicamos "AQUI" com exclusividade uma matéria que tratava do relatório mensal sobre sítios eletrônicos e Portais da Transparência, disponibilizado pelas Prefeituras e Câmaras Municipais, realizado pelo Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará (TCM-CE). Conforme dados colhidos em 26/08, foi constatado que a Câmara de Vereadores de Martinópole é uma das nove  câmaras municipais que não atendeu à determinação legal de transparência pública. As informações no portal do TCM/CE, sobre as receitas e despesas públicas, registrou que há três meses a Câmara de Martinópole  não vem atendendo os dois indicadores de avaliação adotados pelo Tribunal de Contas dos Municípios.
Segundo informações enviadas a nossa produção via WhatsApp, uma pessoa ligada ao legislativo municipal alegou que a Câmara Municipal não disponibilizou as informações sobre as receitas e despesas públicas em meios eletrônicos de acesso público, devido o sitio da mesma ter ficado fora do ar por falta de pagamento, atribuindo culpa a ex-presidenta da Câmara de vereadores, Bruna Sayuri.

A empresa A. AMARO F. DA SILVA-ME, a qual era responsável pela manutenção do sitio da Câmara de vereadores, expediu declaração dizendo que recebeu todos os pagamentos referentes a manutenção e ambientação do Web site, sendo que, o serviço permaneceu até o fim da gestão da vereadora presidente Bruna Sayuri, conforme contrato firmado com a mesma. Ainda segundo o documento o corte do serviço foi realizado pelo não interesse de continuidade da atual gestão da Câmara.
Mais informações acesse aqui

Com informações Portal TCM/CE.

Postar um comentário