quinta-feira, 27 de outubro de 2016

ERRATA



"Comunicamos que erramos na Postagem intitulada: “SEM SALÁRIOS, SERVIDORES PÚBLICOS DE MARTINÓPOLE AGUARDAM APROVAÇÃO DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA PELOS VEREADORES”, publicada por este veículo de comunicação em 25/10/2016 as 13:03, postagem 2.443. Ao invés de escrever,  prefeito solicita a realocação de créditos orçamentários prevista na Lei Orçamentária Anual (LOA), foi escrito, equivocadamente, pedido de Crédito Orçamentário, além de divulgarmos um valor não oficial. Nossa produção já fez a atualização da postagem. Lamentamos o ocorrido".


Segundo assessoria contábil da prefeitura de Martinópole, não cabe à abertura de crédito adicional especial para cobertura de novas despesas, uma vez que as atividades já existem, inclusive os respectivos recursos, neste caso, o prefeito James Bel, precisa apenas da autorização legislativa para poder realizar o remanejamento ou a transferência de recursos de uma categoria de programação para outra ou de um órgão para outro.
 

Ainda segundo a assessoria contábil, para que possa ser executado o que é orçado e planejado dentro das variáveis orçamentárias existentes de uma entidade pública exige habilidade e domínio do gestor público com as técnicas de planejamento. Fatores internos e externos são os responsáveis por provocarem mudanças e alterações, algumas significativas, no Orçamento Público. O executivo municipal pretende apenas deslocar os recursos existentes no orçamento para pagar salários, fornecedores e demais serviços prioritários no município. Nesse caso, basta que a Câmara autorize a realocação dos recursos orçamentários do primeiro para o segundo projeto.

Leia a postagem atualizada acessando AQUI.
Postar um comentário