quinta-feira, 8 de junho de 2017

CONSÓRCIO DE SAÚDE DE CAMOCIM ESTÁ INADIMPLENTE COM GOVERNO FEDERAL

O Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Camocim (CPSMCAM), que abrange os municípios de Barroquinha, Camocim, Chaval, Granja, e Martinópole, presidido desde março deste ano pelo Prefeito de Martinópole, Júnior Fontenele, está inadimplente junto ao Governo Federal. 

De acordo com a Secretaria da Receita Federal do Brasil, as informações disponíveis sobre o referido consórcio são insuficientes para a emissão da Certidão de Débitos Relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União. A consulta foi realizada na manhã desta quarta-feira (07).

Cabe dizer que o Consórcio Público está impedido de realizar convênios extras. Além disso, o Centro de Especialidades Odontológicas, que pertence ao consórcio, não pode receber recursos do Governo Federal. Segundo informações obtidas pelo blog, o reflexo da situação atual do consórcio já pode ser visto no atendimento ao público, com exames sendo remarcados. Existe ainda uma especulação sobre uma possível saída de médicos especialistas, todos insatisfeitos com a forma de administrar da nova gestão. Sobre os funcionários que foram demitidos, esses ainda não teriam recebidos suas devidas indenizações previstas em lei. O consórcio ainda está sendo questionado a respeito do critério utilizado na realização de um recente processo seletivo.
Fonte: Camocim Online
Postar um comentário