quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

PRONAF APLICA MAIS DE R$ 379 MILHÕES NO CEARÁ EM 2012


Através de parceria entre Estado, MDA o Banco do Nordeste e o Banco do Brasil, O Pronaf conseguiu um recorde histórico na aplicação dos recursos para a agricultura familiar
O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), em parceria com o Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ematerce), conseguiu, em 2012, um recorde histórico na aplicação dos recursos destinados ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).
Segundo o secretário do desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, foram aplicados em 2012, R$ 379 milhões, sendo R$ 338 milhões aplicados pelo Banco do Nordeste e R$ 41 milhões aplicados pelo Banco do Brasil. “Isso se deveu, principalmente, à agilidade com que a Ematece elaborou os projetos do Pronaf e conseguiu encaminhá-los aos bancos para que o dinheiro fosse liberados aos agricultores”.
No Ceará, o Pronaf financia projetos individuais ou coletivos, que gerem renda aos agricultores familiares e assentados da reforma agrária, através dos Bancos do Brasil e do Nordeste. Possui as mais baixas taxas de juros dos financiamentos rurais. Disponibiliza ainda crédito, seja para custeio da safra, ou atividade agroindustrial, seja para investimento em máquinas, equipamentos, ou infraestrutura de produção e serviços agropecuário ou não agropecuário. Possui as linhas de crédito: Pronaf Agroindustria, Pronaf Eco, Pronaf Floresta, Pronaf Semi-árido, Pronaf Mulher, Pronaf Jovem, Pronaf Cota-Parte, Microcrédito Rural e Pronaf Mais Alimentos.
Em 2012, foram assinados no Ceará 117.478 contratos de Pronaf. Nos escritórios da Ematerce no interior do Ceará, os agricultores familiares podem buscar informações sobre como os projetos devem ser elaborados para a concessão do crédito.
“Em 2013, nós esperamos ampliar ainda mais esses investimentos, já que contaremos com mais escritórios da Ematerce que serão inaugurados no interior do Estado”, afirmou o secretário.
(SDA)
Postar um comentário