quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

ITAÚ CONDENADO A INDENIZAR AGRICULTORA COM NOME NEGATIVADO



O Banco Itaú S/A irá pagar R$ 5 mil de indenização para uma agricultora do município de Assaré, vítima de fraude bancária. A decisão é do juiz Marcelo Wolney Pereira de Matos.

De acordo com o processo, a agricultora não pôde efetuar uma compra no crediário porque o nome estava inscrito no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

O nome da trabalhadora foi negativado pelo Banco Itaú, que alegou a realização de dois empréstimos com valor total de R$ 27.146.

A agricultora afirmou na Justiça que não possui conta no banco e não havia negociado empréstimo com a instituição. Devido o problema, ela solicitou reparação pelos danos morais sofridos.

Em contestação, o banco defendeu que a agricultora não conseguiu provar o abalo moral alegado.

Ao julgar o caso, o juiz Marcelo Wolney Pereira de Matos condenou o banco a pagar R$ 5 mil, a título de reparação moral. Também ficou determinada a retirada do nome da agricultora do SPC.

O magistrado considerou que houve negligência do Itaú e alegou que a instituição bancária não provou que a agricultora foi a responsável pelo empréstimo.

Fonte: Cearáagora

Postar um comentário