terça-feira, 16 de julho de 2013

Funcionários da prefeitura de Martinópole continuam sem receber

Passados 16 dias do mês de julho, os funcionários da prefeitura de Martinópole  estão vivendo momentos de muita dificuldade, pois não receberam o salário. O prefeito James Bél (PMDB), enviou um projeto a câmara de vereadores em regime de urgência dia 12 de junho o qual foi apreciado e aprovado parcialmente só agora dia 11 de julho, porem, o projeto não pode apenas contemplar a folha de pagamento dos servidores, é necessário que contemple também os outros custos, agora o executivo deve enviar uma nova proposta a câmara a qual deve ser votada com urgência.

Na ultima quinta-feira na sessão na câmara o clima começou a esquentar no plenário, pois muitos professores que estavam assistindo a reunião disseram que o dinheiro já está na conta e que o FUNDEB não precisa de dotação, portanto, funcionários da educação teriam que estar com o pagamento em dia.

A maioria dos funcionários vivem apenas com o dinheiro da prefeitura e com o atraso, contas estão atrasadas e o meno dos juros também assusta. “Quando receber, se eu tiver que pagar juros onde estou devendo não vai dar pra pagar todo mundo“, disse um funcionário.


SUPLEMENTAÇÃO

Basicamente, a verba suplementar dá direito ao prefeito de mexer no dinheiro sem pedir autorização aos vereadores. Todo o dinheiro que entra nos cofres públicos precisa de dotação para ser gasto. O prefeito tem que enviar um projeto à câmara, pedindo autorização para gastar esse dinheiro. Com dinheiro a mais, James teria liberdade de tirar verbas destinadas a uma determinada secretaria e aplicar onde quiser. 


Postar um comentário