domingo, 9 de agosto de 2015

DUQUINHA CONFIRMA DECLARAÇÕES FEITAS NO PLENÁRIO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA...


Veja o que foi publicado pelo ESTADÃO :

Brasília - No dia seguinte ao assassinato do radialista Gleydson Carvalho, o deputado Manoel Duca (PROS) disse, sorrindo, no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, que ``ele não valia nada``. Carvalho foi morto a tiros na ultima quinta-feira, 6, no estúdio da rádio onde trabalhava, na cidade de Camocim, a 379 km de Fortaleza.

Deputado Duquinha / Foto do blog  Professor Tim
O deputado, conhecido como Duquinha, é 2º secretário na Assembleia, mas presidia a sessão quando o deputado Ely Aguiar (PSDC), que é radialista, rendia uma homenagem à vítima e chamava a atenção para o elevado número - cinco - de profissionais do rádio assassinados no último ano. Foi quando fez um aparte. "Com todo respeito a você, Ely, mas esse era coisa muito ruim esse homem. Com todo respeito, esse ai não valia nada, disse Duquinha. O episódio foi registrado pela TV Assembleia do Ceará.

À reportagem do ESTADÃO, o deputado confirmou a história. Disse e assino embaixo, afirmou. “Ele não prestava mesmo”. Pode dizer em seu jornal aí, disse novamente sorrindo.  “Era um mentiroso e só fazia inimigos”. Questionado se não seria um desrespeito fazer o comentário no dia seguinte à morte do radialista, Duca disse que “falava com ele vivo e falo com ele morto. Tanto faz”.

Duquinha é irmão do Deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE), ambos tem  base eleitoral na região de Acaraú, no noroeste do Estado, a 253 km de Fortaleza.

Nas eleições de 2014, Duca participou de um comício na cidade de Martinópole onde teve apoio do ex-prefeito e demais  lideranças  política da cidade, sendo que o deputado obteve 1.664 votos do eleitorado martinopolense.

Maiores informações clique  AQUI

Com informações: Agência Estado .



Postar um comentário