sexta-feira, 21 de agosto de 2015

INVESTIGAÇÃO LEVA A PRISÃO TEMPORÁRIA DE TERCEIRO ACUSADO NO HOMICIDIO DE RADIALISTA


Por volta das 8h de ontem uma equipe de policiais civis coordenada pelo Dr. Eduardo, delegado municipal de Chaval, efetuou a prisão temporária de Daniel Lenon Almada.
Moto encontrada Pelos militares
Segundo informações colhidas pela nossa produção, um dos motivos que levou a prisão temporária de Leno, se deu devido uma moto encontrada pelos militares da Força Tática de Camocim na localidade de Juremal, município de Marco, durante a caçada aos dois assassinos do radialista Gleydson, (aqui). Há suspeita que a moto de marca Yamaha de cor preta e placa HXX-9609 (foto), tenha sido usada pelas pessoas apontadas no envolvimento no crime do radialista.
Vale ressaltar que o veículo usado pelos pistoleiros no momento do crime foi uma Honda Bros de cor branca com preto. Esta outra moto "poderia" ter sido usada por eles ou por outros envolvidos horas depois do crime na região do município de Marco ou Senador Sá, onde teriam abandonado após ter apresentado uma pane. Daniel foi acusado de ter entregue a moto aos pistoleiros. Ele nega todas as acusações. Daniel Leno foi detido em Martinópole e conduzido a Delegacia de Polícia de Camocim onde permanece a disposição da justiça local.

As apurações sobre o caso são efetuadas em uma força tarefa e realizadas em conjunto por policiais civis e militares, sendo continuadas no sentido de prender outros envolvidos no crime.

Os dois suspeitos da autoria dos disparos foram identificados como Thiago Lemos da Silva (22) e um homem conhecido como “Baixinho”. Thiago é apontado como autor dos tiros e “Baixinho” seria o piloto da moto.

Veja as imagens do Camocim policia 24hs.
Lado esquerdo, moto encontrada pela policia, lado direito moto utilizada na fuga.

Assista o vídeo clicando AQUI
Postar um comentário