segunda-feira, 7 de agosto de 2017

APÓS DOIS ANOS DO CASO, JUIZ DETERMINA PRISÃO DE TODOS OS ENVOLVIDOS NO ASSASSINATO DO RADIALISTA GLEYDSON CARVALHO

Após dois anos da morte do Radialista Gleydson Carvalho, o Juiz da 1ª Vara da Comarca de Camocim, Saulo Gonçalves Santos, expediu novamente o pedido de prisão de João Batista Pereira da Silva, Israel Marques Carneiro e Tiago Lemos considerados foragidos da justiça, além dos pedidos de prisões preventivas de Valdir Arruda Lopes e Francisco Pereira da Silva, todos são acusados de participarem do assassinato do radialista em agosto de 2015. Reveja o caso clicando aqui.

João Batista, conhecido como Batista Dentista e Francisco Jose Pereira, vulgo Chico Dentista, são acusados de serem os mandantes do crime, relembre as investigações aqui. De acordo com testemunhas do caso, a vítima sofria ameaças constantemente para não falar do poder público municipal de Martinópole. Esse teria sido o motivo, segundo aponta o relatório do Juiz, do crime cometido, que qualifica o caso como uma rivalidade política na região.

Segundo informações colhidas pelo Acontece, Valdir Arruda Lopes foi preso pela Polícia Civil de Camocim durante a tarde de terça-feira, 08, no distrito de Parazinho, município de Granja-CE, o mesmo se encontra recolhido à cadeia pública de Camocim a disposição da justiça. Conforme as investigações, Valdir teria dado total apoio quanto ao aparato logístico aos pistoleiros executores do crime
Postar um comentário